Open Access

New birth and natality: about the gratuitousness of life and its political character ; Novo nascimento e natalidade: da gratuidade da vida e do seu caráter político (2016)

Abstract

The search for new human being occupies the great ideologies of the 20th century and returns anew with the challenges of sustainability. The article revisits its theological articulation at the base of a short comment on the metaphors of rebirth and regeneration from its biblical sources, its original meaning in the cycle of human life, and, with major emphasis, its reinterpretation in Wesleyan theology in the 18th and 21st century. It dialogs then with the metaphor of natality developed by Hannah Arendt as the political dimension of life. It is concluded that the metaphors of rebirth and natality should be read as a complement to draw, inspired by a Wesleyan motto, the transformation of society, the reformation of the church and the renewal of the human being as interleaved design. ; A procura do novo ser humano ocupa as grandes ideologias do século 20 e retorna de forma nova com os desafios da sustentabilidade. O artigo revisita a articulação teológica do tema na base de uma breve menção das metáforas do novo nascimento e da regeneração na Bíblia, seu significado originário no ciclo da vida humana e, com ênfase maior, da sua releitura na teologia wesleyana dos séculos 18 e 21. Depois, dialoga com a metáfora da natalidade desenvolvida por Hannah Arendt como dimensão política da vida. Conclui-se que as metáforas do novo nascimento e da natalidade devem ser lidas de forma complementar para desenhar, partindo de um lema wesleyano, a transformação da sociedade, reforma da igreja e renovação do ser humano como projeto intercalado.

Keywords

New birth, natality, Hannah Arendt, new human being, transformation of society., Novo nascimento, natalidade, Hannah Arendt, novo ser humano, transformação da sociedade.

Languages

Portuguese

Repository

Escola Superior de Teologia, São Leopoldo: Periódicos da Faculdades EST

Export